Mulher que esfaqueou animal de estimação foi multada em R$ 3 mil por agressão.

Policial Militar que atendeu a ocorrência visitou o animal nesta quarta-feira.

Mulher ataca cachorro com faca e tenta agredir outra pessoa em Jaú Polícia Militar/Divulgação O cachorro que ficou ferido ao levar facadas durante uma briga de casal na terça-feira (25), em Lins (SP), estava tentando defender o dono quando acabou sendo atacado pela companheira do homem, afirma a polícia. De acordo com o delegado responsável pelo caso, "Dogão", como é chamado, se envolveu no meio da discussão ao perceber que o dono possivelmente seria atacado pela mulher.

"Os dois estavam discutindo e, aparentemente, é rotineiro esses acontecimentos entre eles.

Em determinado momento, ela [a mulher] estava portando uma faca, e na confusão, o cão tentou defender o marido, sendo atingido pela faca.

Até o momento, não há a confirmação de que ela feriu o cachorro intencionalmente", afirma o delegado. No ato, a mulher ainda acidentalmente feriu de raspão a tia e a prima do rapaz, porém elas não quiseram depor contra ela, conforme informou a polícia.

Cão esfaqueado durante briga de casal tentava defender o dono, diz polícia Marco Doni Mores/Arquivo Pessoal Visita oficial Dogão recebeu a visita do policial militar que atendeu a ocorrência após ele ser esfaqueado Facebook/Reprodução Após ter atendido a ocorrência e socorrido o animal até o hospital veterinário, o cabo da PM Jesus visitou o cachorro na tarde desta quarta-feira (26), conforme divulgado na página oficial da Polícia Militar do estado no Facebook. Na nota publicada, o animal permanece aos cuidados do hospital até que a adoção responsável seja definida.

Na foto, é possível ver Dogão se recuperando. Ao G1, o médico veterinário que atendeu o animal, Marco Toni Moraes, afirmou que ele está melhorando e ficou animado com a visita. "Ele está até correndo e ficou muito feliz com a visita.

Apesar da alteração nos exames acusando a doença do carrapato, já ajustamos a medicação e ele segue bem.

Daqui pra frente, é só melhoras", afirma o médico. Multa De acordo com a Polícia Militar Ambiental, a mulher foi multada no valor de R$ 3 mil por agressão.

Ela foi autuada administrativamente e o animal ficará temporariamente sob cuidados da Associação Protetora dos Animais de Jaú. O dono também foi autuado no mesmo valor por infração ambiental pela constatação da doença do carrapato no animal.

Ainda de acordo com a polícia, a multa pode dobrar caso haja morte ou seja comprovado caso de maus-tratos. Agressão Casal envolvido em briga onde cachorro foi esfaqueado é multado por infração ambiental Polícia Militar/Divulgação Na ocorrência, o cachorro foi encaminhado ao pronto-socorro da cidade veterinário pela polícia.

Conforme a clínica informou ao G1, ele passou por cirurgia e não corre risco de vida.

"Chegou aqui com uma grande hemorragia.

Paramos todos os atendimentos e fomos direto para o centro cirúrgico.

Constatamos perfurações profundas pelo dorso do animal e lacerações.

Por sorte, nenhum órgão vital foi atingido", explicou o médico Marco César Doni Moraes. Após a cirurgia, o animal se recupera bem.

No entanto, para ser definitivamente liberado, o destino do animal precisa ser definido. "Ainda não está decidido a guarda responsável do animal, mas é provável que algum membro da família acolha até que a guarda responsável seja definida.

No momento do atendimento, somos profissionais.

Mas logo após, ficamos tristes e imaginamos como um ser humano e capaz de fazer uma maldade dessa", disse o médico. A alta estava prevista para esta quarta-feira (26), porém, alterações foram constatadas nos resultados dos exames, que vai manter o cachorro por mais tempo da clínica. O caso foi registrado na Central de Polícia Judiciária de Jaú.

A mulher foi ouvida e liberada em seguida. Veja mais notícias da região no G1 Bauru e Marília