Segundo a Prefeitura de Dois Vizinhos, as amigas tinham entre 25 e 26 anos, e voltavam de Florianópolis (SC) quando o acidente aconteceu.

Vítimas são veladas na quinta-feira (27).

Ana Carolina Basso, Bruna Silvestro, Bruna dos Santos e Paloma Correa estavam no mesmo carro Facebook/Instagram/Reprodução Os corpos das vítimas do acidente com quatro mortes, que aconteceu na BR-282, em São José do Cerrito (SC), na noite de terça-feira (25), são velados nesta quinta-feira (27), no Centro Comunitário da Paróquia Imaculada Conceição, em Dois Vizinhos, no sudoeste do Paraná, segundo a prefeitura. O velório começou às 5h30. As quatro vítimas, que tinham entre 25 e 26 anos, eram moradoras de Dois Vizinhos e voltavam de uma viagem em Florianópolis (SC), conforme a prefeitura.

O acidente aconteceu quando o carro delas bateu de frente com outro carro na região do Salto dos Marianos, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF). O motorista do outro carro, um homem de 60 anos, também ficou ferido, foi atendido e encaminhado ao hospital, segundo o Corpo de Bombeiros. Três delas morreram no local do acidente, e a quarta vítima, Bruna dos Santos, foi levada com ferimentos graves para o Hospital Nossa Senhora dos Prazeres, em Lages (SC).

Ela não resistiu e morreu nesta quarta-feira (26), segundo o hospital. As vítimas As três mulheres que morreram no local do acidente foram identificadas como Ana Caroline Basso, de 26 anos, Bruna Silvestro, de 25 anos, e Paloma Corrêa Valter, de 26 anos, conforme a Funerária São Pedro, de Lages (SC).

A Bruna Silvestro era médica em São Jorge d'Oeste, também no sudoeste, Ana Caroline Basso era arquiteta, e a Paloma Corrêa e a Bruna dos Santos trabalhavam como dentistas, conforme a prefeitura. A Prefeitura de Dois Vizinhos emitiu uma nota de pesar pela morte das quatro jovens.

A Secretaria de Agricultura da cidade, onde uma das mães das vítimas trabalha, ficou fechada nesta quarta-feira (25).

Vítimas estavam no mesmo carro quando o acidente aconteceu, em São José do Cerrito (SC). Corpo de Bombeiros Militar de Lages/Divulgação Veja mais notícias da região no G1 Oeste e Sudoeste.