Segundo a Fenabrave, foram emplacados 9.836 unidades em maio contra 8.985 em abril.

Para melhorar vendas durante pandemia, concessionárias entregam carros na casa de clientes A venda de veículos registrou queda em Santa Catarina desde o início da pandemia.

Em relação aos emplacamentos de veículos novos teve uma redução de 25,64% nos cinco primeiros meses do ano em relação ao mesmo período de 2019.

No entanto, o mercado reagiu e foram emplacados 9.836 unidades em maio contra 8.985 em abril.

Os dados são da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), que representa mais de 500 concessionárias no estado.

O setor de seminovos e usados também sentiu os reflexos por conta do novo coronavírus.

A queda chegou a 50% no início da pandemia entre os meses de março e abril.

Porém, dados da Associação dos Revendedores de Veículos (Assovesc) de Santa Catarina mostram que aos poucos o setor vai se recuperando nas vendas.

"Julho a expectativa é de crescer em relação a junho.

Em agosto nós pretendemos estar com as vendas normalizadas.

O momento é obviamente de otimismo para que a gente retome os nosso números o mais breve possível", afirma o presidente da Assovesc, Neto Mafra.

O aumento nas vendas está associado às estratégias de venda, já que muitas revendedoras estão oferecendo os serviços pela internet.

“Acho que a pandemia assim como para todo mundo nos pegou em cheio.

O que estávamos fazendo desde agosto do ano passado era investir muito no digital e a pandemia acelerou mais ainda o investimento.

Então esse mês a gente vai entregar 52% de tudo por meio das plataformas digitais.

Por incrível que pareça nós vamos bater mais que a meta esperada antes da pandemia”, disse Rafael Isidoro. Initial plugin text Veja outras notícias do estado no G1 SC